Hambúrguer Vegetariano

by acomilona

Para quem não é vegetariano ou vegan, para optar por comer um hambúrguer vegetariano em vez de um de carne é preciso assegurar que o resultado final: 1) não vai ser uma papa que se desfaz; 2) vai ter um paladar forte; e 3) vai-nos deixar satisfeitos.

E não é que este hambúrguer: 1) fica compacto e com a forma e textura de um hambúrguer de carne; 2) tem um equilíbrio de temperos no ponto e uma personalidade forte; e 3) chegamos ao fim cheios e confortados. E ao fim e ao cabo, para os vegetarianos comerem um hambúrguer vegetariano, estes fatores também me parecem ser importantes. Melhor ainda, agradamos a todos.

A Receita

  • Escorrer uma lata de 410 g de feijão preto e, sem passar por água, espalhar num tabuleiro forrado com papel vegetal e levar ao forno a 180 ºC por 15 minutos (a meio do tempo, misturar para assarem de ambos os lados).
  • Enquanto os feijões estão no forno, juntar numa taça, 2/3 de chávena de flocos de aveia, 1 ovo batido, 1 colher de sopa de molho inglês, 1 colher de sopa de maionese e 1/2 colher de chá de molho picante. Misturar tudo e deixar repousar.
  • Após os 15 minutos no forno, passar os feijões para uma taça e adicionar imediatamente 1 colher de chá de azeite,  1/2 colher de chá de alho em pó, 1/2 colher de chá de pimentão doce fumado, 1/2 colher de chá de sal. Amassar os feijões com um garfo, por forma a que os temperos entrem em contacto com todos os grãos, mas não deixar tudo em papa.
  • Juntar os feijões à mistura de aveia. Cortar finamente meia cebola roxa e envolver na mistura.
  • Numa frigideira aquecida com 2 colheres de sopa de azeite, fritar os hambúrgueres 4 minutos de cada lado. No último minuto, cobrir o hambúrguer com uma (ou mais) fatia de queijo à escolha (eu usei gruyère) e tapar com uma tampa para deixar derreter.

Não vos digo como montar o hambúrguer, pois considero que isso é uma questão muito pessoal. Cada um sabe qual o molho que gosta mais e se quer alface ou tomate ou outra coisa qualquer… isso é lá convosco. Bem, mas há limites, vejam lá. Não me vão agora, só porque eu dei luz verde, meter uma maçã no meio hambúrguer! Quer dizer, esperem lá, olhem que afinal uma fatia bem fina e crocante de maçã aqui no hambúrguer não há-de ficar nada mal, não senhor.

 

Também podes gostar

Leave a Comment