Tiramisù de limão

by O Comilão

Qualquer receita que leiam sobre tiramisù diz-vos o que quer dizer a palavra. Felizmente, isto não é uma receita qualquer e não têm de o ler pela milésima vez. Este tiramisù foi baseado numa versão da minha pessoa preferida do mundo da culinária, o Gennaro Contaldo.

Não sendo eu o maior fã do mundo de café, automaticamente tive de experimentar uma receita que em vez disso usa limão. E vocês até se podem questionar e argumentar que citrinos e chocolate não combina, e eu concordo…normalmente…

  • Começa-se por fazer uma espécie de xarope, para depois demolhar os biscoitos;
  • Num tacho pequeno em lume médio, junta-se 100ml de água, 2 colheres de sopa de açúcar e casca de 1 limão. Ferve-se em lume médio-alto durante 5 minutos e deixa-se arrefecer;
  • Separam-se 2 ovos. Na taça das gemas junta-se 2 colheres de sopa de açúcar e bate-se durante 1 minuto com uma vara de arames, só para envolver e ficar um pouco mais pálido;
  • Junta-se 150g de queijo mascarpone e bate-se até ficar espesso e se aguentar sem cair, como claras em castelo;
  • Junta-se 1 colher de sopa de limoncello e bate-se para envolver;
  • Bate-se as 2 claras em castelo e envolve-se;
  • Num prato ou onde bem entenderem, que isto é um blog livre, deitem uma camada desta mousse;
  • Demolha-se biscoitos, ou bolachas, no xarope de limão e dispõe-se por cima;
  • Faz-se outra camada e por aí sucessivamente até não terem mais creme;
  • Raspa-se chocolate preto e framboesas congeladas por cima e leva-se ao frigorífico pelo menos duas horas.
Conselhos de Comilão
  1. Se quiserem aumentar o sabor a limão, deitem mais limoncello e acrescentem raspa de limão. Ou piquem finamente a casca com que fizeram o xarope.
  2. Limoncello é importante para esta receita. Primeiro pelo sabor, depois porque em sobremesas com ovos crus nunca se sabe e é bom para matar as bactérias ou lá o que é.

Sinto que ainda estão a duvidar da combinação de limão e chocolate. Até estou um pouco ofendido por não confiarem em mim. Vou ficar ressentido se não experimentarem esta receita inclusivé. E o Gennaro também, coitado.

Também podes gostar

Leave a Comment