Pommes Anna

by O Comilão

Se estão preocupados com o vosso colesterol, é melhor não continuarem a ler esta receita. Mas se a vossa curiosidade é maior do que a preocupação com a saúde, então estão no blog certo.

Esta é uma das receitas mais simples que vão ler na vida, principalmente se continuarem com essa despreocupação com a vossa saúdinha…As batatas Anna tradicionais são ainda mais simples mas eu, na loucura total, acrescentei 1 ingrediente. Vejam lá se não se cansam destes passos todos:

  • Descasca-se 4 ou 5 batatas, lavam-se e cortam-se em rodelas de 2mm no máximo. Coloca-se numa taça;
  • Numa frigideira, derrete-se 100g de manteiga sem sal e deita-se em cima das batatas;
  • Coloca-se uma camada de batatas a tapar o fundo, tempera-se com sal e queijo parmiggiano ralado e repete-se este processo até acabarem as batatas;
  • Tapa-se com alumínio e leva-se ao forno a 180ºC durante 40 minutos. Vira-se para um prato e está feito.
Conselhos de Comilão
  1. As batatas não são todas iguais. As minhas preferidas para isto são as Amandine. O importante é que sejam batatas cremosas mas firmes, como qualquer boa batata para cozer.
  2. Para ficar com um aspecto extra caramelizado e crocante, antes de levar ao forno aqueçam a frigideira em temperatura alta durante 2 minutos, assim as batatas vão já um pouco tostadas.
  3. Experimentem, depois da primeira vez, deitar ervas, como salva ou cebolinho, em cada camada.

Quem era, afinal, a Anna? Dizem que era uma tal de Anna Deslions, que parece que viveu numa época. Como isto não é um blog de história, penso que está dada a informação necessária. O que importa é que sentir as camadas de batata cremosa, com algumas crocantes e o sabor da manteiga a reconfortar-nos, vai-nos fazer acreditar que a Anna foi uma das maiores pessoas que a humanidade conheceu.

Também podes gostar

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments