Sopa de Miso

by O Comilão

Pode parecer estranho, mas esta é a primeira sopa que publicamos no blog. Queria começar por uma simples e nada como ir ao Japão buscar ideias quando se quer comida simples que nos aquece o coração suavemente.

A sopa de miso, tradicionalmente, é feita com dashi, um caldo quase instantâneo feito com flocos de bonito. Em Portugal, contudo, é extremamente difícil de encontrar. Decidi usar salmão fumado para compensar essa falta, porque esses flocos também têm algum sabor a fumo. Mas vamos à receita.

  • Numa panela, aquece-se 1 litro de água com uma pitada generosa de sal e 1 colher de sopa de algas wakame desidratadas até ferver e desliga-se;
  • Numa tigela, deita-se 2 colheres de sopa de pasta de miso e um pouco da água que ferveu e dissolve-se. Junta-se à panela;
  • Cortam-se 4 ceboletes em rodelas pequenas e junta-se a parte mais branca à panela, juntamente com 1 colher de chá de molho de peixe. Se não tiverem, juntem 1 colher de sopa de molho de soja;
  • Parte-se tofu em cubos pequenos e deita-se no caldo;
  • Serve-se para tigelas e junta-se salmão fumado cortado em quadrados (mais ou menos) e a parte verde do cebolete.
Conselhos de Comilão
  1. Alguns destes ingredientes são estranhos. O mais difícil de encontrar é o cebolete mas, actualmente, existe à venda no Aldi. Parece cebolinho grande mas não é a mesma coisa.
  2. O tofu que funciona melhor é o firme. Existe à venda em qualquer hipermercado, normalmente.
  3. Há vários tipos de miso e qualquer um deles funciona. Eu usei Mugi Miso que, para além da soja, leva também cevada.
  4. As algas wakame também não são fáceis de encontrar, mas existe nas lojas com produtos biológicos, como a Celeiro.

A maior parte das pessoas que comeu sushi, já provou sopa de miso. Para descrever aos outros, tem um sabor mesmo delicado mas muito reconfortante e cheio de umami. E, como podem ver, o mais difícil é mesmo encontrar os ingredientes, mas que amante de culinária não gosta de procurar coisas novas?

Também podes gostar

Leave a Comment