Gnocchi com cogumelos

by O Comilão

O título desta receita deveria ser “Gnocchi com batata doce e mistura de cogumelos”, mas isso iria parecer um daqueles pratos muito requintados. Gnocchi são simples almofadas de batata e não merecem ser tratados com muitos nomes.

A batata doce acrescenta maior profundidade de sabor mas, por outro lado, tira alguma da leveza normal nos gnocchi. O segredo é deixar secar bem as batatas e trabalhar com o mínimo de farinha possível.

  • Começa-se por ligar o forno nos 220ºC;
  • Num tabuleiro colocar 3 batatas médias e 1 batata doce laranja. Picam-se bem com um garfo ou faca para o vapor sair quando estiverem a assar;
  • Assa-se durante 50 minutos, tira-se e deixa-se arrefecer abertas a meio;
  • Quando estiverem mornas, vai-se tirando o miolo para um espremedor de batatas e, lá está, espreme-se para uma taça grande;
  • Junta-se 1 ovo, 1 pitada de sal e pimenta preta e cerca de 180g de farinha sem fermento;
  • Mistura-se bem até conseguir ter uma bola, passa-se para a mesa/bancada e vai-se cortando e enrolando, fazendo uma espécie de salsichas;
  • Corta-se em pedaços de cerca de 2cm por 2cm, e molda-se na forma que se quiser;
  • Entretanto, enche-se uma panela com água e um pouco de sal e liga-se o fogão no máximo.
  • Para o salteado de cogumelos, demolha-se 5 ou 6 pedaços de porcini desidratados num pouco de água quente;
  • Aquece-se uma frigideira em lume médio-alto com um pouco de azeite e 1 dente de alho esmagado para aromatizar;
  • Parte-se de várias formas 200g de cogumelos paris (são os brancos normais) e rasga-se 100g de pleurotus em tiras mais pequenas e junta-se à frigideira;
  • Deixa-se os cogumelos caramelizar bem e junta-se os porcini, ligeiramente picados;
  • Rega-se com ¼ de copo de vinho branco e, quando evaporar, com igual quantidade da água em que os porcini demolharam;
  • É altura dos gnocchi irem para a panela e, todos os que começarem a flutuar, podem ir para a frigideira;
  • Adiciona-se um pouco de manteiga e queijo parmesão ralado e abana-se a frigideira para incorporar bem.
Conselhos de Comilão
  1. Façam a receita por sensações. A quantidade de farinha vai variar muito consoante o tipo de batata e a humidade que ainda tiver. Logo que dê para formar uma bola, chega de farinha.
  2. Cogumelos porcini não se encontram nos supermercados habitualmente, mas é muito normal haver nos mercados da cidade, vendidos pelos comerciantes da fruta e vegetais.
  3. Se possível, escolham uma boa batata. Eu usei da Colomba, mas qualquer batata boa para cozer é indicada.
  4. Os gnocchi que sobrarem, congelem! Da próxima vez podem não estar tão perfeitos mas são igualmente bons.

Estou-me a sentir muito mal por ter escrito tantos passos numa receita tão fácil e que não tem muito que saber. É só ter batata e fazer em puré, juntar farinha e ovo e moldar. Depois saltear uns cogumelos…como é que fui falar tanto nisto? É um dos grandes milagres da multiplicação, tal como os gnocchi, que com 3 ou 4 batatas se faz uma carrada deles.

Também podes gostar

Leave a Comment