Dumplings de porco

by O Comilão

Por vezes a linha que separa uma entrada de um prato principal é muito fina. Sabem quando vamos a um restaurante e gostamos tanto de uma entrada que queremos comer mais de mil daquilo mas depois há coisas boas para comer a seguir e uma pessoa controla-se, até porque as entradas são caras e tudo? Pois é o que me acontece com dumplings quando vou a um restaurante japonês.

Felizmente, fazer dumplings ou gyoza é muito fácil, embora demore o seu tempo. É uma tarefa recompensadora, estar ali a fazer aqueles bonitos embrulhos. Alguns saem uns pequenos trambolhitos, mas o sabor é o mesmo.

  • Começa-se por fazer a massa, misturando 300ml de farinha sem fermento, 1 colher de chá de sal e 220ml de água quente;
  • Amassa-se uns 10 minutos, corta-se a meio e faz-se uma espécie de anel com cada uma dessas metades (vejam nas imagens). Deixa-se repousar enquanto se prepara o recheio;
  • Colocar, numa taça, 200g de carne de porco picada com meia colher de chá de bicarbonato de sódio e outra de maizena. Temperar com sal e uma pitada de açúcar. Deitar um shot de água fria (4 ou 5 colheres se sopa), 2 colheres de sopa de molho de soja light e 1 de óleo de sésamo. Mexer tudo;
  • Juntar uma mão cheia de couve chinesa ou couve coração picada, 1 dente de alho e um pedaço de gengibre ralados, misturar tudo novamente e está pronto o recheio;
  • Para fazer os dumplings, pega-se num dos anéis de massa e corta-se a meio. Junta-se as duas partes e corta-se a meio. Colocam-se os 4 pedaços alinhados e corta-se em 4 partes iguais, ficando 16 pedaços do mesmo tamanho. Repete-se para o outro anel;
  • Espalma-se cada um desses pedacinhos de massa, com o lado do corte virado para cima, e com o rolo da massa estica-se até formar uns discos do tamanho da palma da mão;
  • Barra-se com um pouco do recheio e fecha-se o dumpling. Vejam as imagens do processo para perceberem a técnica;
  • Numa frigideira em lume médio com um pouco de óleo, pousar os dumplings. Quando estiverem alourados por baixo, deitar 100ml de água na frigideira e tapar, para que cozam ao vapor;
  • Quando já não tiver água na frigideira, estão prontos. Serve-se com molho de soja ou de chilli.
Conselhos de Comilão
  1. É suposto sentirem os dumplings meio colados na frigideira. Tirem-nos com cuidado para não rebentarem, mas eles são mais resistentes do que parecem.
  2. Qualquer ingrediente do recheio é opcional, naturalmente. Se não tiverem óleo de sésamo, qualquer óleo serve, por exemplo.
  3. Têm uma série de ingredientes estranhos que não sabem bem quando usar? Chegou o momento. Se tiverem Mirin ou molho de soja dark, por exemplo, é uma boa oportunidade para aproveitar.

Esta receita dá para 32 dumplings e, sendo optimista, os que sobram são óptimos para congelar e comer depois. Não vos vou mentir, é muito difícil não os comer todos. É tão reconfortante comer aquelas almofadas rechedas e com uma parte crocante, que o número 32 não vai parecer assim muito alto depois de comerem o primeiro.

Também podes gostar

Leave a Comment