Palmiers de Baunilha

by acomilona

‘Ui que isto de fazer palmiers é ultra difícil, nem vos digo a trabalheira que foi.’ Olhem que não. Afinal fazer palmiers é a coisa mais fácil do universo e as pastelarias andam a enganar-nos a todos muito bem. Da saga ‘estou em casa de quarentena, o que mais posso fazer para me esquecer que o Mundo lá fora está a acabar, mas com dias lindos de sol, mesmo para esfregar na cara que não posso sair à rua’, trago-vos a receita mais fácil e ao mesmo tempo super gratificante de palmiers caseiros.

Pronto, diz o meu bom senso cívico que deverei introduzir neste post um aviso da Direção Geral de Saúde acerca do consumo de doces e tal. Diz que devemos evitar, uma vez que a quarentena propicia o sedentarismo. Ok, tomem isto então como motivação para se levantarem do sofá, fazer um exercício de 30 minutinhos e zumba, alambarem todos os palmiers que conseguirem confeccionar. Ou melhor, alguns, não todos. Sim… sim… eu só comi tipo 1 ou 2… não comi todos… *cof cof*

A Receita

  • Comprar 2 embalagens de massa folhada rectangular e deixar fora do frigorífico 5 minutos antes de começar.
  • Estender as 2 embalagens de massa folhada sobre papel vegetal e dividir ambas a meio, obtendo 4 placas.
  • Pegar numa placa de massa e polvilhar com açúcar. Passar com um rolo por cima, sem pressionar nem estender a massa, apenas para o açúcar aderir à massa.
  • Entender por cima da primeira, a segunda placa de massa folhada, repetindo a operação e assim consecutivamente até terem as 4 placas empilhadas.
  • Marcar a metade da massa, ao comprido, e enrolar os lados maiores em direção ao centro. A cada enroladela, polvilhar com açúcar. Certifiquem-se que fazem dobras apertadinhas até que ambos os lados fiquem unidos, formando um cilindro (vejam as fotos para perceberem como deve ficar).
  • Deixar 10 minutos no frigorífico e entretanto forrar um tabuleiro com papel vegetal e pré-aquecer o forno a 180 ºC.
  • Após refrigeração da massa, cortar o rolo em rodelas com ± 1,5 cm de espessura e dispô-las, bem separadas entre si, no tabuleiro.
  • Bater 2 gemas de ovo com uma colher de sobremesa de aroma de baunilha e pincelar cada um dos futuros palmiers. Polvilhar de novo com mais açúcar (este açúcar fará aquela camada mais caramelizada por cima, por isso não sejam modestos nesta quantidade).
  • Levar ao forno até ficarem tostados e bem caramelizados (depende dos gostos): eu deixei 10 minutos para cima e depois virei-os e deixei mais 5 minutos para tostar um pouco mais a parte de baixo.

Deixem os palmiers arrefecer, para que fiquem estaladiços e para não queimarem o céu da boca. “Mas qual a quantidade de açúcar que devo adicionar em cada passo? Qual?” Perguntam vocês. Ora bem, isto vai do gosto de cada um. Pode ser preciso repetir a receita várias vezes, até acertarem com a quantidade certa de açúcar a adicionar  😏

Também podes gostar

Leave a Comment