Tonkatsu

by O Comilão

A cozinha japonesa está cada vez mais presente nas nossas vidas e cada a vez a vamos conhecendo melhor. Pode-se mesmo considerar já uma amiga. Começámos por só a ver ocasionalmente num jantar de sushi mas entretanto fomos ficando mais próximos com almoços de ramen e encontros rápidos de donburi e okonomiyaki. O tonkatsu não é menos popular e com razão: é um prato facílimo, barato e que nos deixa satisfeitos mas com vontade de comer mais no dia seguinte. Vamos à receita.

  • A costeletas (sem osso, claro), bifes do lombo ou bifanas com cerca de 1 cm de espessura, retira-se a gordura principal. Com um martelo ou com a parte de trás da lâmina da faca, batam na carne para a tornarem mais tenra e para mostrar quem manda afinal;
  • Tempera-se com molho de soja e um pouco de pimenta moída na hora;
  • Pana-se a carne: passa-se por farinha, 1 ovo com meia colher de sopa de óleo batidos e depois pelo panko;
  • Aquece-se óleo num wok a 180ºC suficiente para submergir o. Atirem para o óleo um pedaço de panko e se ele ficar a flutuar e fervilhar gentilmente é possível que estejam na temperatura certa;
  • Frita-se o panado 1 minuto em cada lado e retirem para um prato com papel absorvente ou uma rede. Deixa-se repousar 4 minutos e depois volta-se a fritar no óleo 30 segundos em cada lado;
  • Enquanto a carne arrefece, faz-se a salada com couve branca e roxa cortadas finamente, temperada com molho de soja e pimenta, juntando depois maionese japonesa na quantidade suficiente para que fique só ligeiramente cremosa;
  • Parte-se o panado em fatias, coloca-se no prato e rega-se com um fio de molho para tonkatsu. Acompanha-se com a salada.
Conselhos de comilão
  1. Escolham um óleo de girassol para fritar, por exemplo. Quanto melhor o óleo, mais dourado e estaladiço fica.
  2. “Porquê a maionese japonesa em vez da normal, seu comilão dum raio?” No tonkatsu tradicional, só se acompanha com couve cortada, eu é que me meti a inventar, armado em fino. Por isso, para manter a frescura e simplicidade mas ao mesmo tempo acrescentar um elemento cremoso à receita, a japonesa é muito melhor, porque é mais leve e suave.
  3. O molho tonkatsu é muito difícil de substituir. Tem um sabor ligeiramente parecido a ketchup misturado com molho worcester. Se puderem, comprem, porque vão querer usá-lo em mil e uma coisas.

Esta receita foi altamente inspirada pela Royal Market, uma loja que está recheada de produtos para cozinha japonesa e é lá que podem encontrar estes especiais. Qualquer pessoa que goste de cozinhar fica entusiasmada com ingredientes novos e a Royal Market é como encontrar um baú deles. Ah, e os pratos que referi no início, também os vamos fazer e partilhar. Itadakimatsu!

Também podes gostar

Leave a Comment