Bacalhau com Natas

by O Comilão

Não podíamos deixar de ter para os nossos caros leitores uma receita portuguesa, neste dia celebrado com patriotismo, orgulho e também lágrimas, por este ano o feriado ter calhado a um domingo.

Devo confessar, sob risco de perder a cidadania, que não sou o maior apreciador de bacalhau. Tenho vindo a gostar de alguns pratos como pataniscas, bacalhau à Gomes de Sá ou bacalhau à Brás mas fico à beira de ser considerado clinicamente deprimido por ter de comer bacalhau cozido com batatas ou bacalhau na brasa. A receita hoje é, então, bacalhau com natas, porque é a única que sei fazer.

  • Coze-se uma posta de bacalhau (300-400g) num tacho com água. Deixa-se ferver 5 minutos, tapa-se e tira-se do lume;
  • Descasca-se 4 ou 5 batatas médias, corta-se a meio e de seguida em rodelas com meio centímetro de espessura;
  • Descasca-se 1 cebola grande, corta-se a meio e às rodelas;
  • Ligar o forno a 230ºC;
  • Numa frigideira deita-se óleo ou azeite, uma folha de louro e um ramo de alecrim e fritam-se as batatas e a cebola até que caramelizem muito ligeiramente. Não queremos as batatas fritas, porque isto é um prato saudável;
  • Entretanto, desfia-se o bacalhau em lascas. Tirem as espinhas se quiserem menos crocante;
  • Escorre-se algum do óleo ou azeite (podem reaproveitar para outros pratos) e tempera-se as batatas e cebola com sal, e polvilha-se com uma mini-pitada de oregãos e curcuma;
  • Junta-se o bacalhau e mistura-se tudo;
  • Deita-se 300ml de natas, noz moscada, sal, pimenta umas gotas de limão e mexe-se até estar tudo bem envolvido;
  • Deita-se num tabuleiro e vai ao forno até estar gratinado.

Conselhos de Comilão:

  1. Prefiro cozer o bacalhau em leite, temperado com noz moscada, folha de louro e grãos de pimenta, mas assim é mais fácil e barato.
  2. Nem era preciso dizer, mas usem noz moscada ralada na hora. A outra não tem sabor nenhum e também fica mais cara.

Isto não tem nada que saber. É uma receita muito simples, como quase todas as receitas que atingem o estatuto de “tradicionais”. Nesta versão leva curcuma e oregãos só porque acho o sabor das natas enjoativo se não se acrescentar alguma profundidade. Resumindo: cozer e lascar bacalhau, fritar batatas e cebola, juntar bacalhau, temperos e natas e levar ao forno. Feliz dia de Portugal.

Também podes gostar

1 comment

Bacalhau Espiritual – Os Comilões 18 de Abril, 2020 - 14:04

[…] bem alimentadas. Reparem que existem pratos de bacalhau mais fáceis de fazer (por exemplo, um bacalhau com natas), mas este bacalhau espiritual é especial, dêem-lhe uma […]

Reply

Leave a Comment